Os Vilões do Consumo de Energia Elétrica

Embora o uso do ar condicionado tenda a cessar com o fim do verão, outros eletrodomésticos começam a ser mais utilizados com a chegada de temperaturas mais baixas.

É o caso de boilers de água, aquecedores elétricos de ambiente e secadoras de roupas.

Além disso, aparelhos eletrônicos fazem cada vez mais parte de nossas vidas: computadores, fogões elétricos (cooktops), celulares e até mesmo bicicletas elétricas.

Saiba tudo sobre o consumo de energia: quanto gasta cada equipamento, dicas para economizar e como driblar o aumento da taxa de energia elétrica.

Cálculo Geral do Consumo de Energia Elétrica

Sua residência consome energia através de lâmpadas e aparelhos elétricos. Todos eles vem com a informação do quanto consomem em Watts (W).

Em primeiro lugar, você deverá dividir a potência em Watts do aparelho por 1.000, para transformar o valor em kilowatts (kW). Em seguida, basta multiplicar o resultado pelo tempo de funcionamento em horas.

Por exemplo: uma lâmpada incandescente de 100W que fica acesa durante 4 horas por dia consome 0,4kW por dia.

Para calcular o consumo dessa mesma lâmpada num mês, multiplique o consumo diário por 30, que resultará em 12 kW.

Para calcular o valor em reais desse consumo mensal, é só multiplicar os kW pelo preço da tarifa da sua região. Essa informação vem na sua conta de luz.

Aparelhos que Mais Consomem Energia Elétrica

 

Segundo a Eletrobrás, os aparelhos que mais consomem eletricidade são, nesta ordem:

  • Boilers de água
  • Chuveiro elétrico
  • Aquecedores de ambiente
  • Secadoras de roupas
  • Aparelhos de ar condicionado (quanto maior os BTUs, maior o consumo)
  • Lavadoras de louça
  • Lavadoras de roupas
  • Cooktops
  • Ferro automático à vapor

Geladeiras de duas portas frost free, forno elétrico e microondas também são consumidores expressivos de energia.

Dicas para Domar os Vilões do Consumo de Energia

  • Um estudo realizado pela Universidade de São Paulo (USP) revelou que vale a pena substituir os boilers de água por chuveiros elétricos – ou, ainda melhor, por aquecedores à gás. Se o boiler ou o chuveiro elétrico forem inevitáveis, a dica geral é encurtar o banho ao máximo.
  • Para o banho de boiler não sair caro demais, ajuste seu termostato para 45 graus centígrados. Outra alternativa é pré-aquecer a água que será processada pelo boiler através de aquecedores solares.
  • Aquecedores de ambiente deverão ser ligados apenas quando os moradores estiverem em casa. Certifique-se de que portas e janelas estão fechadas. Ajuste o termostato para uma temperatura não muito alta e capriche no casaco!
  • A dica de portas e janelas fechados também se aplica quando o ar condicionado estiver ligado. Além disso, se for dia, feche cortinas e persianas: elas evitam que o calor dos raios solares aqueçam o ambiente, exigindo menos do aparelho.
  • Substitua sua secadora de roupa elétrica por uma a gás. Utilize o varal sempre que o dia estiver ensolarado ou o clima mais seco.
  • Se estiver na hora de comprar uma geladeira nova, prefira as de uma porta só.
  • Retire todos os alimentos da geladeira de uma só vez: evite ficar abrindo e fechando o aparelho. Mantenha o congelador sempre livre da formação de gelo em sua superfície. As borrachas das portas devem estar sempre aderentes. Evite instalar geladeiras e freezers em cubículos cercados por armários, que dificultam a circulação do ar e aumentam o consumo de energia.
  • Cooktops, forninhos elétricos e microondas devem ser dispensados sempre que houver a possibilidade de cozinhar ou aquecer a comida num fogão tradicional à gás. Fornos elétricos, inclusive, gastam tanto tempo quanto um forno tradicional para assar a comida – lembre-se disso.
  • Coloque o máximo de roupas permitido na máquina de lavar, mas sem sobrecarregá-la. Ajuste o equipamento para utilizar água fria ao invés de morna.
  • ferro de passarTroque o ferro à vapor por um modelo simples e umedeça as peças de roupa com um borrifador manual. Passe grande quantidade de roupas de uma só vez, começando pelas que devem ser passadas em temperatura mais baixa.
  • Na hora de comprar qualquer eletrodoméstico, verifique a classificação do selo Procell: aparelhos com tarja A são os mais econômicos e os E, os menos.

 

 

Consumo de Energia das Novas Tecnologias

computadorComputadores, impressoras, tablets, celulares e bicicletas elétricas não estão entre os maiores vilões da conta de luz.

No entanto, como estamos cada vez mais conectados, é importante acompanhar o consumo dos mesmos.

De qualquer forma vale notar que notebooks consomem menos energia que desktops – cerca de 15 a 60 Watts por hora, contra os 65 a 200 Watts dos computadores de mesa tradicionais.

Tablets e celulares consomem pouca energia – desde que os carregadores sejam retirados da tomada assim que a bateria dos aparelhos estiver completa. Carregadores continuam puxando energia mesmo sem estarem conectados aos dispositivos.

Baterias de bicicletas elétricas, que ficam carregando por em média 8 horas, é de 0,8 kW por recarga completa.

Televisores: Qual o Mais Econômico?

Televisores de plasma são os maiores consumidores de energia, seguidos pelos LCD e, por último, pelos de LED.

No entanto o modelo mais econômico é o de tecnologia OLED – ainda pouco encontrados no Brasil. Isso acontece porque a TV OLED não necessita de luz traseira: ela possui iluminação própria.

É importante lembrar que quanto maior a tela, maior o consumo. Ou seja, quanto mais polegadas tiver a sua TV, mais cara a conta de luz.

O mesmo se aplica aos aparelhos de alta definição (HD) – são sempre menos econômicos.

Fonte: http://www.fazfacil.com.br/manutencao/viloes-consumo-de-energia/2/

Os Vilões do Consumo de Energia Elétrica
Avalie este artigo

Related posts:

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CommentLuv badge